Associação de Defesa do Património Arqueológico do Concelho de Macedo de Cavaleiros

(Instituição de utilidade pública)

“Terras Quentes”

2002 – 2018

CURRICULUM DA ASSOCIAÇÃO TERRAS QUENTES

OBJECTIVOS, CAPACIDADE TÉCNICA E PROJECTOS

A Terras Quentes – Associação de Defesa do Património Arqueológico Terras Quentes, com sede no Núcleo Central do Parque Natureza do Azibo, é uma Associação Cultural e Científica, sem fins lucrativos tem o nº de Pessoa Colectiva 506385965 e, foi fundada por escritura pública no dia 20 de Dezembro de 2002.

Tem como objecto social:

Promover o estudo, preservação, defesa e divulgação do património cultural, mormente arqueológico, paisagístico, artístico, etnográfico, industrial e ambiental.

Fomentar e apoiar a formação e a valorização cultural dos seus associados. Participar em escavações arqueológicas e levar a efeito trabalhos de inventariação do património, estudos sobre a história regional e local, propostas de classificação, restauro e aproveitamento de imóveis de interesse local, regional e nacional.

Cooperar com os poderes instituídos em tudo o que seja consentâneo com os fins da Associação. Editar livros e revistas para a divulgação de trabalhos de reconhecido valor no âmbito dos objectivos da Associação.

Promover e organizar acções de esclarecimento, junto de escolas e poderes constituídos, visitas de estudo, congressos, conferências, palestras, seminários, colóquios e cursos de formação no âmbito da defesa, valorização e divulgação do património cultural e natural. Organizar uma biblioteca e um arquivo, conceptualizar espaços expositivos, dando tratamento museológico ao espólio existente.

Instituição de “Interesse Publico”

– Agosto 2005. Aprovação por unanimidade em Sessão de Câmara do Interesse Público da Associação Terras Quentes.

– Setembro 2005. Solicitado à Presidência do Conselho de Ministros o reconhecimento do Interesse Público da Associação Terras Quentes.

-Dezembro de 2005, reconhecimento automático pelo Ministério da Cultura e pela Presidência do Conselho de Ministros como Instituição de utilidade pública ao abrigo do decreto-lei 460/77

Currículo

A Terras Quentes tem quatro qualidades de sócios:

a) Sócios fundadores
b) Sócios normais
c) Sócios de mérito Científico
d) Sócios estudantes

Nos seus fundadores conta com especialistas em diversas áreas do saber, de reconhecido mérito Nacional, a exemplo:

-Prof. Doutor João Carlos de Senna-Martinez (Presidente da Mesa da Assembleia Geral), Prof. Universitário da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa Regente da cadeira de “Idade do Bronze” única no País. Investigador da Uniarq – Unidade de Arqueologia da Faculdade de Lisboa. Investigador da Associação Terras Quentes.

-Carlos Alberto Santos Mendes, Mestre em História Regional e Local, Licenciado em Arqueologia, Investigador externo do Instituto Alexandre Herculano da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Investigador da UNIARQ – Unidade de Arqueologia da Universidade de Lisboa. Presidente da Direcção da Associação Terras Quentes

-Manuel de Sousa Cardoso, Veterinário, pós graduado e Mestrando Ciências do Ambiente. (Ex-Vice-Presidente da Direcção). Ex- Director Regional do Ministério da Agricultura e Pescas do Norte.

-Miguel Castelo-Branco e Bourbon, Engenheiro Zootécnico (ex-vogal do Conselho Fiscal)

-Prof. Doutor Henrique da Costa Ferreira, Docente do Instituto Politécnico de Bragança (Presidente do Conselho Fiscal).

– Dr. Alexandre Carvalho Neto (falecido), advogado, Secretário do presidente do Conselho, Dr. Oliveira Salazar. Ajudante de Campo do Marechal António Spínola.

-Jaime António Gonçalves, Sociólogo.(fundador do museu rural de Salselas)

Sócios de Mérito Científico a Terras Quentes, conta nos seus quadros nomes como:

– Professor Doutor Marques de Almeida (Falecido), Ex-Vice-reitor da Universidade de Lisboa.

-Prof. Doutor Pedro Gomes Barbosa, Presidente do Instituto Alexandre Herculano da Faculdade de Letras de Lisboa, Comissário Cientifico das Batalhas de Aljubarrota, Atoleiros e Trancoso, da Fundação da Batalha de Aljubarrota, e um dos responsáveis científicos pelo projecto Terras Quentes.

– Professor Doutor Vitor Veríssimo Serrão, Presidente do Instituto de História de Arte da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e Responsável Científico pelo Inventário do Património Artístico do Concelho de Macedo de Cavaleiros, e do inventário do Património Histórico-Artístico da Diocese Bragança-Miranda.

– Prof. Doutor António Ventura, regente da Cadeira de História Contemporânea da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

– Prof. José Manuel Quintã Ventura, Prof. convidado de Informática na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Professor de escola secundária.

-Prof. Doutor Miguel Pereira Coutinho Sanches de Baêna. Membro do Observatório de Segurança, Professor Universitário, Sociologia e Ciência Politica, Especialista em anti-terrorismo e Contra-terrorismo, Especialista em Armamento Medieval.

– Prof. Doutor António Balcão Vicente, detentor da Tese de Doutoramento, sobre Trás-os-Montes, Professor da Escola Secundária de Oeiras.

Prof. Doutor António Nabais, Docente da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Conservador do Museu da Nazaré e do Ecomuseu do Seixal, Membro da Associação Nacional de Museus.

Prof. Doutor Luís Raposo, ex-director do Museu Nacional de Arqueologia, Actual presidente do ICOM-Europa.

Parcerias e protocolos

76 Parcerias/protocolos executado e/ou em vigor.

– Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros.
1-Instalações Azibo
2-Projecto Carta Arqueológica
3-Projecto Inventário Artístico do Concelho
4-Museu de arqueologia (Núcleo Central do Azibo)
5-Museu de Arte Sacra
6-Escavações Arqueológicas6
7-Oficina de Restauro (Núcleo do Azibo) (2)
8-Jornadas da Primavera/anual, (16)
9-Cadernos Terras Quentes/anual, (16)
10- Museu de Arte Sacra
11- Escola do Toural (Museu Martim Gonçalves de Macedo)
12 – Escola do Trinta (Museu Municipal de Arqueologia)
– Instituto Alexandre Herculano da Fac de Letras da Universidade de Lisboa.
– Instituto de História de Arte da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
– Instituto de Ciências do Trabalho e da Empresa ISCTE.
– Fundacion del Património Histórico de Castilla e León.
– Associação de Municípios da Terra Quente.
– Instituto de Emprego Formação Profissional, delegação de Macedo de Cavaleiros
– Diocese de Bragança-Miranda
– Escola das Artes da Universidade Católica do Porto
– Instituto Superior de Policia Judiciária e Ciências Criminais
– Departamento de História da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
– CERCIMAC
– Fundação da Batalha de Aljubarrota
– Câmara Municipal de Alfândega da Fé
– Câmara Municipal de Vila Flor
– Câmara Municipal de Freixo de Espada à Cinta
– Câmara Municipal de Carrazeda de Ansiães
– Câmara Municipal de Torre de Moncorvo
– Associação de Municípios do Douro Superior
– Departamento de Arqueologia da FLUL
– Departamento de Geologia da FCUL
-Junta de Freguesia da Amendoeira.
-Junta de Freguesia de Edroso.
-Junta de Freguesia de Ferreira.
-Junta de Freguesia de Vale da Porca/Arqueologia
-Junta de Freguesia de Vale da Porca/Instalações Oficina de Restauro
-Junta de Freguesia de Salselas.
-Junta de Freguesia dos Cortiços.
-Junta de Freguesia de Lamas.

PROJECTOS OU EVENTOS EXECUTADOS OU EM EXECUÇÂO

1) – Projecto de intervenções Arqueológicas, PNTA (Programa Nacional de Trabalhos Arqueológicos) iniciado em 2003, com final em 2006, contempla intervenções arqueológicas em 10 arqueosítios – Objectivo: Evolução crono-cultural do Concelho de Macedo de Cavaleiros. Prorrogado pela tutela até 2010

a)-Forno de Tipologia Romana, Freguesia de Salselas, duas intervenções, em 2003 e 2004.

b)-Forno de Telha do Pradinho – Freguesia de Salselas, intervenção em 2004.

c)-Povoado romanizado do Cramanchão Freguesia dos Cortiços, três intervenções, nos anos de 2003, 2004 e 2005.

d)-Terronha de Pinhovelo (castro romanizado) – Freguesia da Amendoeira, duas intervenções nos anos de 2004 e 2005.

e)-Povoado romanizado (mineiro) do Bovinho – Freguesia de Edroso, duas intervenções, nos anos de 2003 e 2005.

f)-Necrópole medieval do Sobreirinho – Freguesia de Ferreira, duas intervenções nos anos de 2003 e 2004.

g)-Povoado da 1ª Idade do Bronze e Abrigos na Fraga dos Corvos Freguesia Vilar do Monte, catorze intervenções, nos anos de 2003 a 2016.

h)-Mamoa de Santo Ambrósio – Freguesia de Vale da Porca, três intervenções, nos anos de 2003, 2004 e 2005.

i)-Estação de Arte Rupestre do Cabeço da Anta – Freguesia de Salselas, duas intervenções, nos anos de 2003 e 2004.

j)-Santuário de Nº Srª do Campo, Freguesia de Lamas, uma intervenção no ano de 2003.

k) Acompanhamento das Obras de Saneamento do Prado de Cavaleiros.

l) Prospecção a Castelãos, descoberta do Campo das tropas de D. João I e Nuno Álvares Pereira – lugar do Pereira. Freguesia de Castelãos.

m) Intervenção no Povoado Calcolítico de Xaires.

2) Inventário do Património Artístico do Concelho de Macedo de Cavaleiros, inicio em 2004, final em 2007.

3) Direcção técnica e montagem da Expo-arqueologia de Macedo de Cavaleiros realizada em Dezembro de 2003 no Centro Cultural, com a presença do Secretário de Estado da Cultura

4) Carta Arqueológica do Concelho de Macedo de Cavaleiros, inicio em 2004, final em 2007.

5) Inventário do Património Etnográfico do Concelho de Macedo de Cavaleiros.

6) Serviço de apoio técnico à comunidade: A Associação Terras Quentes fornece gratuitamente serviços de aconselhamento técnico ao Município e às 38 Freguesias do Concelho, em 2005, até ao momento houve intervenções ou aconselhamento técnico para as seguintes entidades. Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros, Zephyrus; AMB & Veritas; Junta de Freguesia de Carrapatas; (Igreja e Fontanário) Junta de Freguesia de Vilar do Monte (Igreja e Fonte de mergulho) Junta de Freguesia de Salselas (Igreja de Valdrez)

7) Trabalhos de arqueologia solicitados pela Câmara Municipal, no Real Filatório de Chacim, efectuados por três arqueólogos colaboradores da Associação Terras Quentes, tendo esta fornecido toda a logística, (Setembro de 2004).

8) Lançamento do site oficial, na Internet, da Associação Terras Quentes www.terrasquentes.com.pt

9) Anualmente organiza as Jornadas de Primavera onde apresenta publicamente os resultados dos seus trabalhos. Em 2017 realizou a 15ª edição.

10) Direcção técnica e montagem da sala museu de arqueologia no Núcleo Central do Parque Natureza do Azibo, inaugurada em Maio de 2005 com a presença do Dr. Fernando Real, Director do Instituto Português de Arqueologia.

11) Fornecimento à Câmara Municipal de dados sobe o património Histórico e Arqueológico existente para a definição do novo perímetro da albufeira do Azibo (Julho 2005).

12) Publicação no âmbito do Projecto: “Cadernos Terras Quentes” da monografia sobre os Forais do Concelho, do nosso associado de mérito António Balcão Vicente.

13) Realização em 2002 e 2003 de seminários sobre História Regional e Local, com o apoio do Instituto Alexandre Herculano da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

14) Rastreio por Magnetómetro em parceria com o departamento de Ciências da Terra da Faculdade de Ciências de Coimbra nos arqueosítios da Mamoa de Santo Ambrósio, Forno romano de Salselas e Terronha de Pinhovelo.

15) Participação no estudo de impacte ambiental da continuação do IP-2, no traçado a passar no Concelho de Macedo de Cavaleiros. O cargo da empresa A Amb & Veritas

16) Participação no estudo de impacte ambiental (a pedido da empresa de arqueologia Zephyrus e Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros) da linha de transporte de electricidade do Douro Internacional, na área do concelho de Macedo de Cavaleiros.

17) 2005, realização de seis Estágios profissionais em colaboração com o Instituto de Emprego e Formação Profissional, nas áreas de arqueologia (2), História de Arte (2), Antropologia (1) e Conservação e Restauro (1).

18) Apresentação do projecto Terras Quentes no 1º Congresso de Arqueologia Transmontano (Maio 2005), realizado em Mirandela.

19) Acções de informação em acompanhamento de centenas de populares das diversas localidades onde se desenvolvem os trabalhos arqueológicos.

20) Acção de informação a cerca de 50 trabalhadores da Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros no ano de 2004 nos arqueosítios da Terronha de Pinhovelo e dos Cortiços.

21) Apresentação do Projecto Terras Quentes (Abril 2005) na Escola Profissional de Arqueologia do Freixo.

22) 6 Projectos Candidatados ao sistema Interreg III, em parceria com a Associação de Municípios da Terra Quente, Fundación del Patrimonio Histórico de Castilla e León; IPA e IPPAR. denominado Proyeto: El Espacio Cultural de Frontera, Creación de rutas de valorizacíon”

23) Lançamento em Parceria com a Câmara Municipal do Livro “ Macedo de Cavaleiros Cultura, Património e Turismo, contributos para um programa integrado, de autoria do Presidente da Associação, Mestre Carlos Mendes, com os direitos de autoria oferecidos a edilidade.

24) Arranque do Projecto de Inventariação do Património Etnográfico do Concelho de Macedo de Cavaleiros, com o apoio científico do ISCTE (Instituto Superior de Ciências do Trabalho e Emprego)

25) Acompanhamento de cerca de 350 alunos das escolas primárias e secundárias de Macedo de Cavaleiros, ao Museu Municipal de Arqueologia e escavações entre Julho a Setembro de 2005.

26) Trabalho de prospecção na detecção do Itinerário Antonino via romana XVII, no troço de cerca de 10Kms que passa a norte do Concelho de Macedo de Cavaleiros (Freguesia de Lamalonga), no âmbito do projecto Vias Augustas parceria Luso-Espanhola.

27) Apresentação do Projecto Terras Quentes, nas Jornadas Culturais de Balsemão, em Setembro de 2005.

28) Instalação da oficina de conservação e restauro na Sede da Associação no Núcleo Central do Parque Natureza do Azibo.

29) Apresentação dos Resultados dos trabalhos arqueológicos da Fraga dos Corvos em Outubro de 2005, na Sociedade de Geografia de Lisboa, pelo Prof. Doutor João Carlos Senna-Martinez.

30) Apresentação dos resultados das intervenções arqueológicas na Fraga dos Corvos, na abertura dos anos lectivos de Arqueologia da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, nos anos de 2003,2004 e 2005, pelo Prof. Doutor João Carlos Senna-Martinez.

31) Apresentação dos resultados da Fraga dos Corvos em Novembro de 2005, na Diputácion Provincial, Instituto de Cultura de León, pelo Prof. Doutor João Carlos de Senna-Martinez.

32) Investigação da origem do topónimo Macedo de Cavaleiros a pedido da Câmara Municipal. A decorrer

33) Investigação sobre Martim Gonçalves de Macedo a pedido da Câmara Municipal. A decorrer

34) Elaboração de um desdobrável de divulgação ao público centrado no património arqueológico do Concelho de Macedo de Cavaleiros e nas actividades da Associação Terras Quentes, em conjunto com a Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros.

35) Acções de divulgação acerca do Património arqueológico do Concelho de Macedo de Cavaleiros na Feira de “ Macedo-Mostra” em Setembro de 2005.

36) Março, Inicio de mais dois estágios profissionais na área de arqueologia

37) Início do Programa “ A arqueologia nas escolas do Concelho”

38) Março, assinatura de protocolo com a Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros, para entrega da gestão integral da Sala-Museu de arqueologia à Associação Terras Quentes

39) 1 de Abril organização do debate “Imagens do presente e do futuro de Macedo de Cavaleiros” no Centro Cultural de Macedo de Cavaleiros sob os temas “ Macedo de Cavaleiros ilustrado no bilhete postal” e “ Macedo de Cavaleiros uma cidade de transição”

40) Abril, 26, renovação do site da Associação Terras Quentes.

41) Maio, 16 – Inicio do PNTA – Limpeza e valorização da Fraga da Pegada. Responsáveis: Mestre Carlos Mendes; Drª Sófia Figueiredo e Drª Fátima Bento.

42) Maio, 27- Realização de uma mesa redonda – Tema: Associativismo em Trás-os-Montes – Património, ambiente e desenvolvimento, versus, Turismo Cultural”

43) Maio, 28 – 4ªs Jornadas da Primavera – mostra pública dos resultados das campanhas de 2005

44) Maio 28 – Lançamento do Caderno nº 3 “Terras Quentes”

45) Maio, 27 – Abertura com espólio renovado da Sala-Museu de arqueologia do Azibo

46) Arranca da oficina de Conservação e Restauro da Associação Terras Quentes

47) Junho, 10 – Exposição de armamento medieval de autoria do Prof. Doutor Miguel Sanches Baêna, no Centro Cultural de Macedo de Cavaleiros.

48) Inauguração de uma montra-exposição das actividades da Associação Terras Quentes no Centro Cultural de Macedo de Cavaleiros.

49) Junho, 10 – Lançamento do livro “ De Macedo a Macedo de Cavaleiros, a figura de Martim Gonçalves de Macedo” de autoria de Pedro Gomes Barbosa e Carlos Alberto Mendes, sob o patrocínio da Associação Terras Quentes, Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros e Fundação da Batalha de Aljubarrota.

50) Junho, 26 – Inicio das campanhas de escavações arqueológicas de 2006 – 1ª Terronha de Pinhovelo – 2ª Povoado romanizado do Cramanchão – 3ª Necrópole do Sobreirinho 4ª Povoado da 1ª Idade do Bronze da Fraga dos Corvos e Abrigos – 5ª Mamoa de Santo Ambrósio, com términos em 15 de Setembro.

51) Agosto – Descoberta de uma estela com inscrições romanas, inédita, na casa de turismo rural de Pinhovelo.

52) Setembro – XV Congresso UISPP (União Internacional das Ciências pré e proto-históricas – Lisboa, João Tereso e Helena Barranhão. Tema: Terronha de Pinhovelo and the romanization of the NE Portugal Sessão C55 9 de Setembro

53) Setembro – XV Congresso UISPP, Sessão C11, 7 de Setembro tema: Terronha de Pinhovelo in the context of the NW Ibéria: a new Project”.

54) Setembro – XV Congresso UISPP (União Internacional das Ciências pré e proto-Históricas – Lisboa, João Carlos Senna-Martinez. Tema: Fraga dos Corvos no Mundo Carrapatas.

55) Setembro – 1ªs Jornadas Ibéricas de recuperação de aldeias abandonadas – Carlos Mendes. Tema: Os Assentamentos no Concelho de Macedo, através dos tempos.

56) Outubro – 5 Congresso de Obras Publicas romanas – Astorga – Presente Carlos Mendes, cartela sobre a VIA XVII Braga-Astorga.

57) Dezembro de 2006 – Aprovação da candidatura apresentada ao programa “Leader +” para desenvolvimento da oficina de conservação e restauro da área de pintura.

58) Dezembro de 2006 – Outorga de protocolo com a Diocese Bragança- Miranda, Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros, Instituto Superior de Policia Judiciária e Ciências Criminais, Departamento de História da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Escola das Artes da Universidade Católica do Porto, para a realização do inventário do património histórico-artístico dos locais de culto da Diocese de Bragança.

59) Dezembro 2006 – Aprovação pelo Instituto Português de Arqueologia do pedido de prorrogação para o período 2007/2010, para o projecto Terras Quentes.
60) 26 Janeiro 2007 – Participação no seminário “ Desenvolvimento sustentável do Nordeste Transmontano – Comunicante Carlos Mendes

61) Janeiro de 2007 – Compilação e fornecimento de dados sobre o património Concelhio, entregue à Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros, para a revisão do Plano Director Municipal.

62) Fevereiro 2007,Comunicação do Prof. Senna-Martinez, na Sociedade de Geografia, Tema: Fraga dos Corvos.

63) Março 2007, Assinatura do protocolo do Inventário da Diocese Bragança-Miranda com a Câmara Municipal de Alfândega da Fé, com a Presença da Dr.ª Leonor Sá da Polícia Judiciária.

64) Março 2007, Inauguração da Exposição de Arte Sacra, Matérias de Fé, em Alfândega da Fé, montada pela ATQ.

65) Abril 2007, inicio dos trabalhos de acompanhamento arqueológico das obras do Prado de Cavaleiros, Carlos Mendes e Liliana Pereira.

66) Maio 2007, Jornadas da Primavera 5, Centro Cultural de Macedo de Cavaleiros
67) Maio 2007, Lançamento do Caderno nº 4 da ATQ.

68) Junho 2007, Pavilhão ATQ na feira Macedo-Mostra.

69) Julho 2007, Reunião no Instituto Superior de Ciências Criminais e Polícia Judiciária, com a Diocese Bragança-Miranda e Dr.ª Leonor Sá sobre Projecto Igreja Segura.

70) Julho 2007, Nomeação da ATQ para o Concelho Cinegética Municipal.

71) Agosto 2007, Visita às Instalações da ATQ do Assessor da Sr.ª Ministra da Cultura.

72) Agosto de 2008, Inicio das escavações arqueológicas no Povoado da Fraga dos Corvos e no Abrigo 2, com os arqueólogos, João Senna-Martinez, Mestre José Ventura e Dr. Hélder Carvalho.

73) Novembro 2008, reunião em Vila Real entre ATQ e Dr.ª Helena Gil, Directora Regional da Cultura Norte.

74) Dezembro 2008, Comunicação ATQ/Carlos Mendes, no fecho do Inventário da Diocese de Lamego.

75) Janeiro de 2008, volta aos Concelhos de Macedo de Cavaleiros, Alfândega da Fé, Carrazeda de Ansiães, Vila Flor, Freixo de Espada à Cinta e Torre de Moncorvo, inventariação dos locais de culto com pintura moral, acompanhado pelo técnico Dr. Joaquim Caetano.

76) Fevereiro 2008, Inicio do Inventário da Diocese Bragança-Miranda, ao Concelho de Vila Flor.

77) Fevereiro 2008, Palestra no Azibo sobre Pintura mural, orador Dr. Joaquim Caetano

78) Abril 2008, Trabalhos para realização da Rota dos Cavaleiros de Malta

79) Maio 2008, Jornadas da Primavera e lançamento do Caderno nº 5

80) Julho 2008, Comunicação ACIMEC sobre a Figura de Martim Gonçalves de Macedo

81) Julho 2008, Programa Terra a Terra da TSF, em Macedo de Cavaleiros

82) Julho 2008, Inicio dos Estágios de Verão da Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa.

83) Julho 2008, eleição da ATQ para a Comissão de Avaliação da Desteque – Associação de Desenvolvimento da Terra Quente.

84) Julho 2008, Comunicação de Carlos Mendes, nos 750 anos da Freguesia de Talhinhas.

85) Agosto, Inicio das campanhas de escavação de 2008, Prospecção em Talhas e Talhinhas e Intervenção da Fraga dos Corvos, Prof. Doutor João Senna-Martinez, Mestre Carlos Mendes, Mestre José Ventura e Dr. Hélder Carvalho.

86) Agosto 2008, Inicio dos trabalhos de Geologia, no âmbito do Protocolo com a faculdade de Ciências da UL com o Prof. Doutor Miguel Gaspar e Dr.ª Filipa Geirinhas.

87) Setembro 2008, Aprovação da candidatura do Qren para o Inventário da Diocese de Bragança-Miranda.

88) Outubro 2008, ATQ em representação do município na inauguração do CIBA/Aljubarrota.

89) Estudo/investigação para a elaboração do selo e brasão da Freguesia de Edroso.

90) Participação no seminário Arqueologia, função pública e associativismo, a realizar no dia 14 de Maio (terça-feira), 2013.

91) Sociedade de Geografia de Lisboa; XI Seminário, Vias, rotas e trajectos: para uma arqueologia das mobilidades: João Carlos Senna-Martinez “Caminhos do metal. Notas sobre modelos de produção, circulação e consumo de metais na Idade do Bronze Peninsular.

92) Sociedade de Geografia de Lisboa 9 Outubro 2013 – Percursos de investigação arqueológica em Portugal; do megalitismo à Idade do Bronze – Mestre Carlos Mendes; Da ADFA às Terras Quentes, passando por Canas de Senhorim.

93) Sociedade de Geografia de Lisboa; seminário; Arqueólogos, associações e investigação: que passado, que presente e que futuro? 11 De Novembro de 2015, Mestre Carlos Mendes.

94) Sociedade de Geografia de Lisboa e Câmara Municipal de Lisboa; Fórum de Discussão sobre Associativismo de 11 de Outubro.2017: Pela Associação Terras Quentes, Mestre Carlos Mendes outros participantes; Alexandra Gradim; Alexandre Monteiro; António Carvalho; António Manuel Silva; António Marques; Carlos Fabião; João Luís Cardoso ; Eugénia Cunha; Francisco Sande Lemos; José M. Arnaud; Miguel Lago.

95) Academia Portuguesa de Ex-Líbris; Sábado, dia 22 de Abril de 2017, pelas15.00 horas – Conferência pelo Professor Doutor João de Senna-Martinez, subordinada ao tema: «Ancestralidades e Arqueologia: por Trás-os-Montes em busca da Etnogénese Zoela»

Estágio Profissionais ministrados em parceria com o IEFP e a ATQ

Na área de arqueologia:
Estágio 25/05/Mac – Dr. João Tereso
Estágio 31/05/Mac – Drª Helena Barranhão
Estágio 12/EP/06 – Drª Sofia Figueiredo
Estágio 12/EP/06 – Drª Fátima Bento
Estágio 063/EP/06 – Drª Liliana Pereira
Estágio 032/EP/07 – Drª Raquel Henriques
Estágio 048/EP/07 – Cátia Carvalho
Estágio 147/EE/16 – Drª Elsa Luís

Na área de História de Arte
Estágio 34/05/Mac – Drª Lília Silva
Estágio 34/05/Mac – Dr. Lécio Leal
Estágio 002/EP/08 – Dr. Ricardo Naito
Estágio 04/EPR/09 – Drª Filipa Leite
Estágio 006/EP/10 – Drª Raquel Seixas

Na área de Antropologia:
Estágio 34/05/Mac – Drª Ana Gaspar

Na área de Conservação e Restauro
Estágio 34/05/Mac – Drª Mafalda Jorge
Estágio 063/EP/06 – D. Liliana Rio
Estágio 032/EP/07 – Drª Bárbara Maia
Estágio 002/EP/08 – Dr. Tiago Oliveira.
Estágio 80/POC/08 – D. Liliana Rio
Estágio 024/EP/09 – Dr. Frederico Matos
Estágio 1029/EP/10 – Drª Joana Domingos.

Valor investido pela Associação terras Quentes em estágios profissionais: 100.967,27€

RELAÇÃO DOS ARTIGOS PUBLICADOS PELA ASSOCIAÇÃO TERRAS QUENTES NOS “CADERNOS TERRAS QUENTES”- COLABORADORES

1) “ Projecto Terras Quentes”, Mestre Carlos Mendes, caderno 1.

2) Património Concelhio. Uma memória a preservar. A Fraga dos Corvos, Prof. Doutor Senna-Martinez, caderno 1.

3) A Fraga dos Corvos. Um caso de Arqueologia e Património em Macedo de Cavaleiros, Prof. Doutor Senna-Martinez, caderno 1

4) A Pintura Maneirista no Nordeste Transmontano, entre periferismos e modernidade, algumas contribuições. Professor Doutor Vítor Serrão, caderno 1.
5) A guerra de 1801 em Trás-os-Montes. Prof. Doutor António Ventura, Caderno 1.

6) Comunidades Judaicas na época Moderna em Trás-os-Montes. Professor Doutor Marques de Almeida, caderno 1.

7) A Fronteira na Idade Média. Professor Doutor Pedro Barbosa, Caderno 1

8) Carta Arqueológica do Concelho Macedo de Cavaleiros, autores: Prof. Doutor Senna-Martinez, Mestre Carlos Mendes, Mestre José Ventura, Dr. João Tereso, Dr. Helder Carvalho, Dr. Rui Caetano, Dr. Fernando Madeira, Dra. Catarina Alves, Dra. Helena Barranhão, Dra. Carla Matias, Dra. Márcia Diogo, Dra. Clareana Marques, Dra. Joana Resende, Dra. Olga Antunes, Liliana Pereira, Dra. Andreia Carvalho, Nídia Santos e Dra. Cíntia Maurício. Caderno 2

9) Mamoa de Santo Ambrósio. Resultados preliminares. Dr. Helder Alexandre Carvalho, caderno 2.
10) A Fraga dos Corvos: Um sítio de habitat do “Mundo Carrapatas” da primeira idade do bronze em Trás-os-Montes Oriental. Prof. Doutor Senna-Martinez, Caderno 2

11) Estação de arte rupestre do Cabeço da Anta. Mestre Carlos Mendes. Caderno 2.

12) O Povoado do Bovinho. Mestre Carlos Mendes. Caderno 2

13) O Povoado do Cramanchão. Dr. João Tereso. Dra. Helena Barranhão. Dra. Joana Resende. Caderno 2

14) Forno de tipologia romana, código Salfor. Mestre Carlos Mendes. Caderno 2.

15) A Necrópole Medieval do Sobreirinho. Resultados das intervenções de 2003 e 2004. Mestre Nathalie Antunes-Ferreira e Mestre Carlos Mendes. Caderno 2

16) Capela de Nossa Senhora do Campo. Mestre Carlos Mendes. Caderno 2.

17) Forno do Pradinho. Mestre Carlos Mendes, e Dr. António Cravo. Caderno 2

18) O Inventário Histórico – Artístico do Concelho de Macedo de Cavaleiros. Primeiros Contributos de levantamento. Dr. Carlos Morgado. Dr. Lécio Leal. Dra. Lília Silva. Caderno 2

19) Dez Núcleos de pintura da Idade Moderna na região das Terras Quentes, séculos XVI, XVII e XVIII. Professor Doutor Vitor Serrão e Dr. Manuel Cardoso. Caderno 2.

20) Manter a Freguesia no século XVII: Os frescos de S. Francisco de Bragança e a Virgem da Misericórdia. Prof. Dr. Luís U. Afonso. Caderno 2.

21) A Necrópole medieval do Sobreirinho. Mestre Nathalie Antunes-Ferreira e Mestre Carlos Mendes. Volume 14 da revista Almadan 2005.

22) A Terronha de Pinhovelo na civitas zoelarum: primeira síntese, Drª Helena Barranhão e Dr. João Pedro Tereso. Caderno 3

23) Traçado da estrada romana (Via XVII Braga-Astorga) existente no concelho de Macedo de Cavaleiros. Mestre Carlos Mendes. Caderno 3

24) Mamoa de Santo Ambrósio (Macedo de Cavaleiros) A Campanha 3 (2005) Dr. Hélder Carvalho. Caderno 3

25) El poblado de Cramanchão Campanha de 2005, Mestre Ana Miriam Arranz Gozalo. Caderno 3

26) Povoado Mineiro do Bovinho Freguesia de Edroso, Resultados preliminares da campanha 2/2005. Mestre Carlos Mendes. Caderno 3

27) A Fraga dos Corvos (Macedo de Cavaleiros): Um sítio de habitat da primeira idade do bronze em Trás-os-Montes Oriental. A Campanha 3 (2005) Prof Dr. João Carlos Senna-Martinez, Mestre José Manuel Quintã Ventura, Dr. Hélder Carvalho e Drª Elin Figueiredo. Caderno 3

28) Lamas, As sortes e o Ideal igualitário – Um ensaio de Antropologia. Drª Ana Luísa Gaspar. Caderno 3

29) A Cal. Dr. António Cravo. Caderno 3

30) A importância de um Laboratório de Conservação e Restauro no Concelho de Macedo de Cavaleiros. Drª Mafalda da Nova Jorge. Caderno 3.

31) Enfim Barroca? A talha na Igreja de São Martinho de Lagoa. (1681-1724) Dr. Lécio da Cruz Leal. Caderno 3

32) Contributo para o estudo da arquitectura religiosa no concelho de Macedo de Cavaleiros. Prof. Doutor Luís Alexandre Rodrigues. Caderno 3

33) Duas Imagens e um pelourinho. Prof. Doutor Luís Alexandre Rodrigues. Caderno 3

34) Permanência das formas, reaproveitamentos e reajustes: O retábulo do altar-mor da Igreja da Nossa Senhora da Purificação – Podence. Dr.ª Lília Pereira. Caderno 3

35 – A Terra Sigillata Hispânica Tardia de Terronha de Pinhovelo:
O comércio e o Povoamento. Drª Ana Patrícia M. M. da Silva. Caderno 4

36- As gravuras rupestres da Fraga da Pegada: notícia preliminar.
Drª Sofia Figueiredo, caderno 4

37- O resultado da campanha de 2006 e algumas reflexões sobre
o povoado do Cramanchão, freguesia dos Cortiços. Ana Miriam Arranz Gozalo e Carlos Alberto S. Mendes, caderno 4

38 – Necrópole do Sobreirinho – Comunhas, freguesia de Ferreira
Concelho de Macedo de Cavaleiros Campanha 3/2006. Nathalie Antunes-Ferreira e Carlos Alberto Santos Mendes, caderno 4.

39- A Fraga dos Corvos (Macedo de Cavaleiros): Um sítio de Habitat da Primeira Idade do Bronze em Trás-os-Montes Oriental.
A Campanha 4 (2006). João Carlos Senna-Martinez, José Manuel Quintã Ventura e Hélder Carvalho, Caderno 4

40- O Linho e a Produção Familiar- António Cravo, caderno 4

41- A Herança dos Milagres – Ate, Património e Cultura. Os Ex-votos no Santuário de Nossa Senhora de Balsemão – Maria da Graça Rodrigues e Ricardo Naito, caderno 4

42- As pinturas do retábulo-mor da igreja matriz de Malta Metáforas de tranquilidade- Isabel Costa Lopes, caderno 4

43- Igreja de S. Pedro de Macedo de Cavaleiros – Reposição de Jesus Flagelado. O ciclo da Paixão.- Lécio da Cruz Leal, Lília Pereira da Silva, Mafalda da Nova Jorge e Sérgio Abelha, caderno 4

44- Carta Patrimonial do Concelho de Macedo de Cavaleiros- Mestre Carlos Mendes. Caderno 5

45 – Apostilas sobre a presença de D. João I, Nuno Álvares Pereira e Martim Gonçalves de Macedo em Castelãos (Macedo de Cavaleiros). – Mestre Carlos Mendes, Caderno 6
46 – Nicolau Pereira Campos Vergueiro – Algumas notas Biográficas – Mestre Carlos Mendes, caderno 6.
47- Os brasões no Conselho de Macedo de Cavaleiros – Drª Catarina Isabel Carabineiro Gonçalves, caderno 6
48 – Relação de novos casos de pintura mural resultantes do Inventário Histórico-Artístico da Diocese de Bragança-Miranda, Lécio da Cruz Leal e Lília Pereira da Silva, caderno 6
49 – A Fraga dos Corvos, um sítio de habitat da primeira idade do bronze em Trás-os-Montes Oriental. A campanha 6 (2008) Prof doutor João Carlos Senna-Martinez e Doutora Elsa Luís. Caderno 6
50 – Estudo Paleobotânico das estruturas arqueológicas do povoado romano da Terronha de Pinhovelo, Doutor João Pedro Tereso, caderno 6
51 – Xaires, Um sítio da Pré-História recente em Trás-os-Montes Oriental. A sondagem. Dr. Hélder Alexandre Carvalho, Mestre José Ventura e Dr.ª Patrícia Andreia Pinheiro. Caderno 6
52 – A Conservação Preventiva do Património – Dr.ª Barbara Maia e Dr. Tiago Oliveira, caderno 6.
53 – Conservação e Restauro do retábulo Maneirista A Adoração dos Pastores da Igreja Matriz de Vinhas. Dr.ª. Bárbara Maia, Doutora Carolina Barata e Dr. Tiago Oliveira. Caderno 6.
54 – Noticias ATQ – Mestre Carlos Mendes, Caderno 6
55 – Um habitat Calcolítico em Trás-os-Montes Oriental – O arqueossítio de Xaires – Talhas – Dr. Hélder Alexandre Carvalho, Mestre José Ventura e Dr.ª Patrícia Andreia Pinheiro. Caderno 7
56 – Armas, lugares e homens – Aspectos das práticas simbólicas na primeira idade do bronze. Prof. Doutor João Carlos Senna-Martinez, caderno 7
57 – Fraga dos Corvos, resultados da campanha de 2009 – Prof doutor João Carlos Senna-Martinez e Doutora Elsa Luís. Caderno 7
58 – A horse! A horse! My Kingdom for a horse. – Prof. Doutor João Carlos Senna-Martinez e Dr. Manuel Cardoso – caderno 7.
59 – Retratos do quotidiano no concelho, hoje, Macedo de Cavaleiros “ de Nuno Martins de Chacim a Martim Gonçalves de Macedo – Mestre Carlos Mendes, caderno 7.
60 – Arcas, Corujas, Lombo, Murçós, Olmos, Soutelo Mourisco e Vilar do Monte – Sedes de freguesia ausentes nas inquirições de D. Afonso III e D. Dinis – Reflexões acerca da sua omissão – Dr. Rui Sousa – caderno 7.
61 – De Meirinho-Mor de D. Afonso III ao esquecimento, com passagem pela tenência de Bragança, pela Rico-Homia e por Mordomo-Mor de D. Dinis – D. Nuno Martins de Chacim – Um Macedense como caso singular na história medieval Portuguesa – Dr. Rui Sousa, caderno 7
62 – Vida e obra de Bento Coelho da Silveira – Dr. Frederico Oliveira Matos – caderno 7
63 – A figura do cónego António Henriques Figueiredo Sarmento – Dr. Manuel Cardoso – caderno 7.
64 – Noticias ATQ 2009 – Mestre Carlos Mendes, caderno 7
65 – A Herança dos genes, património inestimável – Dr. Manuel Cardoso, caderno 8.
66 – Algumas notas biográficas de José Marcelino da Rocha Cabral – Olmos – Mestre Carlos Mendes – Caderno 8.
67 – Ser ou não ser (Zoela), eis a questão. – Dr. Rui Sousa – Caderno 8
68 – Xaires, um sítio de habitat Calcolítico em Trás-os-Montes Oriental. A campanha 3 (2010) – Dr. Hélder Alexandre Carvalho, Mestre José Ventura e Dr.ª Patrícia Andreia Pinheiro. Caderno 8.
69 – A Fraga dos Corvos, Um sítio de habitat da primeira idade do bronze em Trás-os-Montes Oriental. A campanha 8 – Prof doutor João Carlos Senna-Martinez e Doutora Elsa Luís. Caderno 8.
70 – A exploração do Quartzo e do Xisto: a indústria lítica do sitio de habitat da 1ª Idade do Bronze da Fraga dos Corvos – Dr.ª Daniela de Matos – Caderno 8
71 – Os recipientes cerâmicos do sítio do Alto da Madorra – Dr. Bruno Miguel Martins da Costa Rebelo – Caderno 8.
72 – Uma visão ecuménica do oriente na pintura Portuguesa do século XVI o “Pentecostes” de António Leitão em Freixo da Espada à Cinta. – Professor Doutor Vítor Serrão – Caderno 8.
73 – Em cena no presépio de Lamalonga: A Adoração do menino. – Dr. Lécio Leal, Dr.ª. Lília da Silva e Dr.ª. Raquel Alexandra Seixas – Caderno 8.
74 – Dossier Inventário da Diocese Bragança-Miranda (2004-2011) – Mestre Carlos Mendes – Caderno 8.
75 – Frei Francolino Gonçalves, OP – A grandeza da Humildade – Padre José António A Machado – Caderno 9.
76 – A Fraga dos Corvos, Um sítio de habitat da primeira idade do bronze em Trás-os-Montes Oriental. A campanha 9 (2011) Primeira análise comparativa dos sectores A e M -1ª Idade do Bronze/Bronze Final? – Prof. doutor João Carlos Senna-Martinez, Doutora Elsa Luís Dr.ª Jéssica Reprezas. Caderno 9.
77 – O dialecto transmontano – vozes da iliteracia ou evoluções paralelas à norma? – Reflexões acerca de um património histórico resgatado da oralidade – Dr. Rui Sousa – Caderno 9.
78 – Reflexões e contributos toponímico-históricos acerca das povoações da freguesia de Ala, ausentes nas inquirições do século XIII.– Dr. Rui Sousa, Caderno 9
79 – O armamento dos Lusitanos nas campanhas de Viriato – Prof Doutor Miguel Sanches de Baêna – Caderno 9
80 – O armamento ligeiro das legiões romanas – Prof Doutor Miguel Sanches de Baêna – Caderno 9.
81 – Uma visão sobre o islamismo na idade média – Prof Doutor Miguel Sanches de Baêna – Caderno 9.
82 – Intervenções de conservação e restauro das esculturas São Francisco de Paula e São Francisco de Assis – Oficina de restauro ATQ – Dr.ª Joana Domingos – Caderno 9.
83 – 2002-2012, um olhar para trás.- Mestre Carlos Mendes – Caderno 9.
84 – Santo António – Oficial do Exército Português e Herói Nacional/1640-1814 – Prof Doutor Miguel Sanches de Baêna – Caderno 10.
85 – Janelas abertas, para o passado – As imagens como património e como identidade ´e urgente fazer-se um arquivo – Dr. Manuel Cardoso – Caderno 19.
86 – As representações sociais da “Aldeia fantasma” de Banrezes – Dr.ª Adriana Ramos, Dr.ª Ana Rita e Dr.ª Sofia Jorge (FCSH) – Caderno 10.
87 – As “Devisas” de Aljubarrota – Prof Doutor Miguel Sanches de Baêna – Caderno 10.
88 – D’donde são as cepas que tão bom vinho dão? – São das Arcas, Nuzellos e Vilarinho de Agrochão – Mestre Carlos Mendes – Caderno 10.
89 – A actividade arqueológica no concelho de Macedo de Cavaleiros – Uma retrospectiva do século XX. – Doutora Elsa Luís, Mestre Carlos Mendes e Drª Jéssica Reprezas. – Caderno 10.
90 – Resultados preliminares da campanha (2012) no sítio da Fraga dos Corvos – Os sectores A & M. – Prof doutor João Carlos Senna-Martinez, Doutora Elsa Luís Dr.ª Jéssica Reprezas. Caderno 10.
91 – Cerâmicas do 3º milénio a.C. em Macedo de Cavaleiros, um caso de estudo – Doutora Elsa Luís – Caderno 10.
92 – Xaires (Macedo de Cavaleiros – Uma primeira aproximação artefactual – Dr. Hélder Alexandre Carvalho, Mestre José Ventura e Dr.ª Patrícia Andreia Pinheiro. Caderno 10.
93 – Existe uma “1ª Idade do Ferro” em Trás-os-Montes Oriental? – O exemplo da Fraga dos Corvos (Vilar do Monte – Macedo de Cavaleiros.- Jéssica Reprezas – caderno 10.
94 – Intervenções de Conservação e restauro, na oficina de restauro da Associação Terras Quentes, 2012 – Drª Joana Afonso.- Caderno 10
95 – O fogo de Santo Antão, e os ex-votos de Santo Antão da Barca – Drª Joana Afonso e Mestre Carlos Mendes – Caderno 10.
96 – Catálogo do Museu Martim Gonçalves de Macedo – Assim se fez Portugal – Prof Doutor Miguel Sanches de Baêna e Mestre Carlos Mendes – Caderno 11.
97 – Albino dos Santos Pereira Lopo; O homem, a obra, o militar, o arqueólogo – Dr. Luís de Miranda Pereira e Mestre Carlos Mendes – Caderno 12.
98 – 25 de Abril de 1974 – 40 anos depois, contributos para a história de Portugal – Coronel Frederico Carlos Reis Morais (capitão de abril) Dr. Alexandre Carvalho Neto, Prof Doutor Miguel Sanches de Baêna, Professor Doutor Henriques da Costa Ferreira e Mestre Carlos Mendes.- Caderno 12
99 – Macedo de Cavaleiros na Idade Média – A região, as famílias e os homens (Século XIII a 1325) Mestre António Elias Gradíssimo. Caderno 12.
100 – Sobre as aberturas do túmulo de D. Afonso Henriques, – Seria o nosso primeiro Rei de progénia Alemã? – Prof. Doutor Miguel Sanches de Baêna – Caderno 12.
101 – A Fraga dos Corvos, Um sítio de habitat da primeira idade do bronze em Trás-os-Montes Oriental. A campanha 11 (2013) – Prof doutor João Carlos Senna-Martinez e Doutora Elsa Luís. Caderno 12.
102 – Notas e pensamentos sobre o contributo da arqueologia, para a sociedade contemporânea – Doutora Elsa Luís – Caderno 12.
103 – Macedos, Subsídios Genealógicos; – Doutor Augusto Ferreira do Amaral – Caderno 13.
104 – Duas visões convergentes sobre as origens de Martim Gonçalves de Macedo – Doutor Augusto Ferreira do Amaral e Mestre Carlos Mendes – Caderno 13.
105 – Catálogo Museu de Arqueologia – 50 séculos de História de Macedo de Cavaleiros – Prof. Doutor João Carlos Senna-Martinez, Doutora Elsa Luís e Mestre Carlos Mendes – Caderno 14.

JORNADAS DA PRIMAVERA – COMUNICAÇÕES PÚBLICAS

Jornadas da Primavera 0 – Novembro 2002 Local Casa Falcão.
Programa: O Projecto Terras Quentes, Património cultural e turismo.

-Dr. Carlos Mendes – Projecto Terras Quentes
-Prof. Doutor João Carlos Senna-Martinez – Património Cultural versus Turismo Cultural

Jornadas da Primavera nº 1 – Novembro 2003 – Local: Casa Falcão:
Programa:
-Prof. Doutor João Carlos Senna-Martinez A Fraga dos Corvos – Um caso de Arqueologia e Património de Macedo
-Prof. Doutor Marques de Almeida – Comunidades Judaicas na Era Moderna em Trás-os-Montes
-Prof. Doutor Vítor Serrão – A Pintura maneirista no Nordeste Transmontano, entre periferismos e modernidade.
-Prof. Doutor António Ventura – A Guerra de 1801 em Trás-os-Montes
-Prof. Doutor Pedro Barbosa – A Fronteira na Idade Media.
-Dr. Carlos Mendes – O Projecto Terras Quentes

Jornadas da Primavera nº 2 – Maio de 2004 – Local: Centro Cultural de Macedo de Cavaleiros:

Temas e apresentadores;

-Dr. Hélder Carvalho – Mamoa de Santo Ambrósio
-Prof. Doutor João Carlos Senna-Martinez – Fraga dos Corvos – Povoado da 1ª Idade do Bronze
-Mestre José Manuel Quintã Ventura – Fraga dos Corvos – Abrigos
-Dr. Carlos Mendes – Estação de Arte Rupestre de Salselas
-Dr. João Tereso – Povoado romanizado do Cramanchão
-Dr. Carlos Mendes. Povoado Romanizado do Bovinho
-Dr. Carlos Mendes – Forno romano de Salselas
-Dr. Carlos Mendes, Mestre Nathalie Antunes Ferreira – Necrópole Medieval do Sobreirinho
-Dr. Carlos Mendes – Santuário de N. Srª Campo
-Prof. Doutor. João Carlos Senna Martinez e Dr. Carlos Mendes – Novos Projectos
-Prof. Doutor Vítor Serrão – Inventário da Arte Móvel do Concelho
-Prof. Dr. Luís Afonso – Pinturas a fresco do Nordeste

Jornadas da Primavera nº 3 – 21 de Maio de 2005

Local: Auditório do Parque Natureza do Azibo – Salselas
Programa

10h00
– A Arte rupestre de Macedo de Cavaleiros.
“Os casos do Cabeço da Anta, Fraga da Pegada, Cabeço do Fidalgo, S. Gregório de Vinhas e da Levada Velha”. Dr. Carlos Mendes

10h30
– Aspectos construtivos da necrópole do Sobreirinho – Mestre Nathalie A. Ferreira e Dr. Carlos Mendes

11h00
– Pausa para o café.

11h15
– Dispersão do povoamento, da pré-história recente à romanização, no Concelho de Macedo de Cavaleiros, o caso do povoado do Cramanchão.
Dr. João Tereso, Dr. Carlos Mendes e Dr.ª Helena Barranhão

11h45
Resultados preliminares da Carta Arqueológica do Concelho de Macedo de Cavaleiros. “ Campanhas de 2003”.

-Grupo 1 (Lamalonga, Vilarinho de Agrochão, Vilarinho do Monte, Murçós, Arcas e Ala) Dr. João Tereso; Dr. Fernando Madeira e Dr. Rui Caetano.
-Grupo 2 (Soutelo Mourisco, Edroso, Espadanedo, Corujas Podence e Ferreira) Dr. Carlos Mendes, Dr.ª Catarina Alves e Dr.ª Helena Barranhão
-Grupo 3 (Lamas, Sezulfe, Amendoeira, Santa Combinha, Vale de Prados e Macedo de Cavaleiros) Mestre José Ventura, Dr.ª Carla Sofia e Dr.ª Márcia Diogo.
-Grupo 4 (Cortiços, Carrapatas, Castelãos, Vilar do Monte, Grijó e Vale Benfeito – Prof. Doutor João Senna-Martinez, Dr.ª Joana Resende e Dr.ª Clariana Marques.
-Grupo 5 (Bagueixe, Chacim, Olmos, Salselas, Vale da Porca, Vinhas) – Dr. Carlos Mendes, Dr.ª Olga Antunes e Liliana Pereira.
-Grupo 6 (Talhinhas, Talhas, Morais, Lagoa, Lombo e Peredo) – Dr. Hélder Carvalho, Dr.ª Andreia Carvalho, Dr.ª Cíntia Maurício e Dr.ª Nídia Santos.

13h00 / 15h00
Pausa para o almoço.

15h00
O Castrejo de Pinhovelo no contexto do Nordeste Transmontano, resultados preliminares da intervenção de 2003 – Dr. Carlos Mendes, Dr. João Tereso, Dr.ª Lúcia Miguel e Dr.ª Helena Barranhão

15h30
A importância do Povoado da 1ª Idade do Bronze da Fraga dos Corvos no contexto Ibérico.- Prof. Doutor Senna-Martinez

16h00
As ocupações dos Abrigos da Fraga dos Corvos – Prof. Doutor João Senna-Martinez, Mestre José Ventura e Dr. Hélder Carvalho.

16h30
Pausa para o café

16,45
Apresentação dos resultados da campanha de 2003, do inventário do património artístico do Concelho. (12 freguesias). – Prof. Doutor Vítor Serrão, Dr. Lécio Cruz, Dr.ª Mónica Maurício, Dr.ª Lília Silva, Dr.ª Cláudia Cláudio e Dr. Carlos Morgado.

18h00
Lançamento do número 2 do Caderno “Terras Quentes “ – Apresentação Prof. Doutor Vítor Serrão e Prof Dr. Henrique Ferreira
18h30
Encerramento dos trabalhos.

Jornadas da Primavera IV – 28 Maio 2006 – Auditório do Núcleo Central do Parque Natureza do Azibo
09H30 – Distribuição de pastas e abertura.
09H45 – Noticias da Associação Terras Quentes
Mestre Carlos Mendes (ATQ)
10H10 – O Paleolítico em Trás-os-Montes Oriental.
Prof. Doutor João Pedro Cunha-Ribeiro (FLUL)
10H40 – Mamoa de Santo Ambrósio campanha 2005
Dr. Hélder Carvalho (ATQ)
11H00 – Pausa para café
11H15 – Fraga dos Corvos e o mundo Carrapatas
Prof. Doutor João C. Senna, Martinez, (FLUL) Mestre José Ventura (FLUL) e Dr. Hélder Carvalho
11H45 – Os povoados do Cramanchão e Bovinho campanhas 2005
Mestre Carlos Mendes, Drª. Miriam Arranz Gonzalo e Drª. Joana Resende (ATQ)
12H05 – A Terronha de Pinhovelo na civitas zoelarum: primeira síntese
Drª. Helena Barranhão e Dr. João Tereso (ATQ)
12H30 – Pausa para o almoço
14H30 – A Arte Paleolítica do Vale do Sabor
Dr. António Martinho Batista (CNART)
15H00 – A importância da conservação e restauro
Dr.ª. Mafalda Jorge (ATQ)
15H15 – Lamas, as Sortes e o Ideal Igualitário
Dr.ª. Ana Gaspar (ATQ)
15H30 – As escórias de ferro dos Povoados da Terronha, Cramanchão e Bovinho. – Professor Doutor, (Catedrático Jubilado da FEUP) Horácio Maia e Costa
15H50 – Pausa para Lanche
16H00 – Enfim Barroca? A talha na Igreja de São Martinho de Lagoa (1681-1724) – Dr. Lécio Leal (ATQ)
16H15 – Permanência das formas, reaproveitamentos e reajustes: o retábulo do altar-mor da Igreja da Nossa Senhora da Purificação (Podence – Dr.ª Lília Silva (ATQ)
16H30 – Arquitectura religiosa no concelho de Macedo de Cavaleiros
Prof. Doutor Luís Alexandre Rodrigues (Escola Secundária Abade de Baçal)
17H00 – Apresentação de Caderno “Terras Quentes 3”
Dr. Manuel Cardoso
17H30 – Visita à Sala-Museu de Arqueologia do Azibo

Jornadas da Primavera 5, Maio 2007 -Centro Cultural de Macedo de Cavaleiros
Com a presença e temas:
-Profª. Doutora Ana Bettencourt Resende – A Idade do Bronze no Noroeste Português – Novas problemáticas.
-Dr.ª Ana Patrícia Silva – A Terra sigillata Hispânica Tardia da Terronha de Pinhovelo: O Comercio e o Povoamento.
-Prof. Doutor João Senna-Martinez, Mestre José Ventura, Dr. Hélder Carvalho – Fraga Corvos; Balanço de um quadriénio de Investigação – 2003-2006
Dr. Lécio Leal, Dr.ª Lília Silva – O Inventário Artístico de Macedo de Cavaleiros: Um princípio ou um fim?
-Dr.ª Graça Rodrigues e Dr. Ricardo Naito – A Herança dos Milagres; Ate, Património e Cultura. Os Ex-votos no Santuário de nossa Sr.ª de Balsemão.
– Dr.ª Isabel Lopes – As pinturas do retábulo-mor da Igreja Matriz de Malta. Metáforas de Tranquilidade.
– Mestre Carlos Mendes – Notícias ATQ.

Jornadas da Primavera VI – 31 de Maio de 2008 – Local: Centro Cultural
Programa:
14h30 – Concerto: J. S. Bach em Fá maior BWV – 1057 – Fernando Miguel Jaloto (Cravo) João Nuno Rocha (Flauta de Bisel) Tiago Oliveira (Flauta de bisel.
14h45- Assinatura protocolo de colaboração entre a Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros, a UNIARQ Unidade de Arqueologia da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e a Associação Terras Quentes.
15h05 – Assinatura do protocolo de colaboração entre a Câmara Municipal de Lisboa o Departamento de Geologia da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e a Associação Terras Quentes.
15h20 – Estudo paleobotânico das estruturas romanas da Terronha de Pinhovelo. – Doutor João Tereso.
16h00 – A Fraga dos Corvos um povoado da 1ª Idade do Bronze no Nordeste Peninsular; Prof. Doutor João Carlos Senna-Martinez, Mestre José Ventura e Dr. Hélder Carvalho.
16h40 – Apresentação dos resultados preliminares do inventário cultural do Concelho de Macedo de Cavaleiros,- Mestre Carlos Mendes, Arquitectas Inês Guerreiro e Maria Oliveira.
17h15 – Lançamento do caderno 5 “Terras Quentes” Dr. Manuel Cardoso.

VII Jornadas da Primavera – 28 Maio 2009 Centro Cultural
1) Marta Duarte e Tiago Oliveira, (Duo de Flautas de Bisel)

2) Duas figuras notáveis, do Concelho de Macedo de Cavaleiros
a) Martim Gonçalves de Macedo, séc. XIV/XV
b) Nicolau Pereira Campos Vergueiro, séc. XVII/XIX – Mestre Carlos Alberto Santos Mendes.

3) Os brasões no Concelho de Macedo de Cavaleiros – Drª Catarina Isabel Carabineiro Gonçalves.

4) A Fraga dos Corvos, um povoado da 1ª Idade do Bronze do Nordeste Transmontano.- Prof. Doutor João Carlos Senna-Martinez.

5) O Povoado Calcolítico? de Xaires, Freguesia de Talhas – Mestre José Manuel Quintã Ventura e Dr. Hélder Carvalho

6) A Fonte dos metais: Uma perspectiva geoarqueológica – Prof Doutor Miguel Gaspar

7) Notas sobre o Inventário da Diocese Bragança-Miranda – Dr.ª Lília Silva e Dr. Lécio Leal.

8) Actividade da Oficina de Restauro da ATQ. Obras de referência. – Dr.ª Bárbara Maia e Dr. Tiago Oliveira.

9) Lançamento da revista nº 6 “Cadernos Terras Quentes”, – Dr. Manuel Cardoso.

VIII Jornadas da Primavera – 29 Maio de 2010 – Centro Cultural
1) Povoado Calcolítico de Xaires, Campanha 2009
José Ventura, Patrícia Pinheiro e Hélder Carvalho.
2) Algumas considerações histórico-epigráficas sobre o Nordeste Transmontano
Amílcar Guerra

3) Fraga dos Corvos, um ponto de situação sobre a campanha 7
João Carlos Senna-Martinez, Elsa Luís.

4) O Quotidiano século XIII/XIV
Carlos Mendes.

5) D. Nuno Martins de Chacim – Um macedense como caso singular na História Medieval Portuguesa
Rui Sousa.

6) A pintura mural na Terra Quente Transmontana
Joaquim Inácio Caetano.

7) A supremacia da armaria dos Lusitanos em relação a Roma
Miguel Sanches de Baêna.

8) A figura cónego António Henriques Figueiredo Sarmento
Manuel Cardoso.

9) Lançamento do caderno Terras Quentes, nº 7
Manuel Cardoso.

IX Jornadas da Primavera – 28 de Maio 2011 – Centro Cultural
-Xaires (Macedo de Cavaleiros): Um sítio de Habitat Calcolítico em Trás-os-Montes Oriental. A Campanha 3 (2010) – Mestre José Ventura; Dr.ª Patrícia Pinheiro e Dr. Hélder Carvalho (Investigadores ATQ).
-Fraga dos Corvos – Um ponto de situação após a campanha 8 (2010) – Prof. Doutor João Carlos Senna-Martinez e Mestre Elsa Luís -(Prof. Auxiliar FLUL e Investigador ATQ. Investigadora ATQ).

-Ser ou não ser [ZOELA], eis a questão… Dr. Rui Sousa (Investigador ATQ)

-Algumas notas biográficas de José Marcelino da Rocha Cabral – Mestre Carlos Mendes (Investigador ATQ)

-“A eterna memória de um combatente da Batalha Real de Aljubarrota: Martim Gonçalves de Macedo e o Mosteiro da Batalha”. – Prof. Doutor Saul António Gomes (Faculdade de Letras Universidade de Coimbra)
-Algumas nota sobre a armaria do século XII – Prof. Doutor Miguel Sanches Baêna (Investigador ATQ)

-Lançamento do Caderno “Terras Quentes”, nº 8 – Dr. Manuel Cardoso (Professor IPB)

X Jornadas da Primavera – 26 de Maio de 2012 – Centro Cultural

1) 10 Anos de actividade da Associação Terras Quentes, Carlos Mendes

2) As esculturas São Francisco de Assis e São Francisco de Paula, Joana Afonso.

3) Frei Francolino Gonçalves. Notas Biográficas; uma obra, uma vida. Padre José António Machado.

4) A Fraga dos Corvos, um povoado da 1ª Idade do Bronze no Nordeste Transmontano. 9ª Campanha. João Senna-Martinez, Elsa Luís, Jéssica Reprezas.

5) Apontamentos de música regional, gaita-de-foles. Grupo Mira bornes.

6) Releituras da crónica de D. João I, de Fernão Lopes. Miguel Sanches Baêna.

7) Lançamento da Revista Cadernos Terras Quentes nº 09. Manuel Cardoso.

Jornadas Primavera XI -Local: Centro Cultural de Macedo de Cavaleiros Data: 25 de Maio de 2013
PROGRAMA:
14H30 – Recepção aos convidados

14H45 – Sessão de abertura dos trabalhos
15H00 – “NICA” Corridas de quadrigas em Portugal
Prof. Doutor Miguel Sanches de Baêna

15H20 – Apresentação da candidatura ao World Monuments Fund – (2014 World Monuments Watch) da Igreja de Lamalonga. – Dr. Luís de Miranda Pereira.

15H40 – Intervenções de Conservação e Restauro na Oficina da Associação Terras Quentes – Ano 2012. – Mestre Joana Afonso

16H00 – Cerâmica do 3º milénio a.C. em Macedo de Cavaleiros – um caso de estudo. – Mestre Elsa Luís

16H20 -D’onde são as cepas que tão bom vinho dão? São das Arcas e Nuzellos, Vilarinho de Agrochão. – Mestre Carlos Mendes.
16H40 – A actividade arqueológica no Concelho de Macedo de Cavaleiros; Uma retrospectiva do Século XX – Mestres, Elsa Luís, Jéssica Reprezas e Carlos Mendes

17H00 – Resultados preliminares da Campanha 10 (2012) no sítio da Fraga do Corvos (Vilar do Monte, Macedo de Cavaleiros) – Os sectores A e M. – Prof. Doutor João Senna-Martinez e Mestres Elsa Luís e Jéssica Reprezas.

17H20 – Xaires (Macedo de Cavaleiros): Uma primeira aproximação artefactual. – Mestre José Ventura; Elsa Luís e Drs. Hélder Carvalho e Patrícia Pinheiro.

17H40 – Existe uma “I Idade do Ferro” em Trás-os-Montes Oriental? O exemplo da Fraga dos Corvos (Vilar do Monte, Macedo de Cavaleiros)
Mestre Jéssica Reprezas

18H00 Santo António – Oficial do Exército Português e Herói Nacional – 1640-1814 – Prof Doutor Miguel de Sanches Baêna.
18h20 – Lançamento do Caderno Terras Quentes nº 10 – Dr. Manuel Cardoso.

18H30 – Encerramento dos trabalhos

Jornadas da Primavera XII – Local: Centro Cultural de Macedo de Cavaleiros – Data: 31 de Maio de 2014
PROGRAMA:
14H30 – Recepção aos convidados

14H45 – Sessão de abertura dos trabalhos

15H00 – Resultados preliminares da Campanha 11 (2013) no sítio da Fraga do Corvos (Vilar do Monte, Macedo de Cavaleiros) – Os sectores A e M. – Prof. Doutor João Senna-Martinez e Mestres Elsa Luís e Jéssica Reprezas.

15H30 – O Loudel de D. João I – Investigação: – Drª Isabel Maria Prestes Madeira Freire

15H50- Segundas apostilas sobre Martim Gonçalves de Macedo – Mestre Carlos Mendes

16H20 – A crise de 1383-1385, versus crise 2011-2014. Prof Doutor Miguel Sanches Baêna

16H50 – O Filme “O Largar da Ira” (os despojos da guerra do Ultramar).
Mestre Carlos Mendes

17H40 – 40 anos depois. A tomada da Emissora Nacional, (a primeira vaga). – Coronel Frederico Carlos Reis Morais (Capitão de Abril)

18h20 – Lançamento do Caderno Terras Quentes nº 11 – Dr. Manuel Cardoso.

18H30 – Encerramento dos trabalhos

Jornadas da Primavera XIII – 22 Agosto de 2015 –Centro Cultural
Programa:
14h45 Recepção aos convidados.
15h00 “Macedo de Cavaleiros, Território de festa desde o séc. XVIII, Doutorando José Augusto Maia Marques.
15h40 – Macedo de Cavaleiros na Idade Média a região, as famílias e os homens (século XIII a 1325) Mestre António Elias Gradíssimo.
16h10 – O sítio Arqueológico da Fraga dos Corvos, campanha 11 2013, Prof Doutor João Carlos Senna-Martinez e Doutoranda Elsa Luís
16h40 – Notas e pensamentos sobre o contributo da arqueologia para a sociedade contemporânea. Doutoranda Elsa Luís.
17h00 – Sobre as aberturas do túmulo de D. Afonso Henriques. Prof Doutor Miguel Sanches Baêna.
17h30 – Albino dos Santos Pereira Lopo, Dr. Luis Pereira Miranda e Mestre Carlos Mendes.
18h00 – Lançamento do caderno nº 12 “Terras Quentes” – Prof Doutor Henrique da Costa Ferreira.
18h15 – Encerramento dos trabalhos.

Jornada da Primavera XIV – Sábado, 3 de Setembro de 2016 15H00 – Local: “Escola do Trinta” – (Rua D. Maria Mascarenhas – Macedo de Cavaleiros)
Tema: O Museu Municipal de Arqueologia; Coronel Albino Pereira Lopo
15h00 – Recepção aos convidados

15h15 – A importância dos Museus Regionais. – Prof. Doutor Luís Raposo – Presidente do ICOM – Europa (Internacional Council of Museums).

15h35 – Coronel Albino Pereira Lopo – O Homem, a Vida a Obra
Dr. Luís Miranda – ATQ

15h55 – Geoarqueologia da Fraga dos Corvos: Estudo de proveniências.
Prof. Doutor Miguel Gaspar – FCUL

16h20 – Arqueologia de Macedo de Cavaleiros 2003/2015
Doutora Elsa Luís e Mestre Carlos Mendes – UNIARQ/ATQ

16h50 – O Espaço expositivo; A Pré-História Macedense.
Prof. Doutor João Senna-Martinez – UNIARQ/ATQ

17h15 – O Espaço Expositivo; Período Romano e Medieval Macedense
Mestre Carlos Mendes – ATQ

17h50 – Lançamento da revista “Cadernos Terras Quentes” nº 13
Dr. Manuel Cardoso – ATQ

18h00 – Encerramento dos trabalhos

Jornadas da Primavera XV – Sábado, 17 de Junho de 2017 – Local: “Centro Cultural de Macedo de Cavaleiros”
14h50 – Abertura dos trabalhos.
Pelo Srs. Presidentes da Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros e da Associação Terras Quentes.
15h00 – Demografia e Educação no concelho de Macedo de Cavaleiros 1820-2011 – Prof. Doutor Henrique da Costa Ferreira (ATQ).

15h25 – Os vestígios arqueológicos e a tradição oral em Trás-os-Montes. Doutora Alexandra Vieira (Instituto Politécnico de Bragança).

15h50 – A campanha 14 (2016) do sítio da Fraga dos Corvos (Vilar do Monte).- Prof. Doutor João C. Senna-Martinez e Doutora Elsa Luís (ATQ/UNIARQ).

16h15 – A Idade do Bronze na região de Macedo de Cavaleiros: problemáticas e potencialidades de estudo.- Doutora Elsa Luís (ATQ/UNIARQ).

16h40 – Arqueologia transfronteiriça e arqueologia social: desenvolvimento cultural e turismo.- Dr. José Carlos Sastre Blanco (Associação Zamoraprotohistorica).

17h05 – “Arqueologia e a Paisagem Antiga das Terras Quentes Transmontanas”. – Prof. Doutor Francisco Sande Lemos.

17h30 – Lançamento da revista “Cadernos Terras Quentes” nº 14 (Catálogo Museu de Arqueologia).- Prof. Doutor Henrique da Costa Ferreira (aspectos globais e Pré-História).- Prof. Doutor Francisco Sande Lemos (Romano).

17h50 – Encerramento dos trabalhos.

Nome dos comunicantes nas Jornadas da Primavera da Associação Terras Quentes
Alexandre Carvalho Neto, Dr.
Amílcar Guerra, Prof Doutor
Ana Gaspar Drª
Ana Margarida Vale, Doutora
Andreia Carvalho, Drª
António Elias Gradíssimo, Mestre
António Martinho Batista Dr.
António Montes Moreira, Bispo Bragança
António Rodrigues Mourinho, Prof Doutor
António Ventura, Prof. Doutor
Bárbara Maia Drª
Carla Sofia, Drª
Carlos Morgado Dr.
Carlos Santos Mendes, Mestre
Catarina Alves, Drª
Catarina Carabineiro Gonçalves Drª
Cíntia Maurício, Drª
Cláudia Cláudio Drª
Clariana Marques Drª
Elsa Luís, Doutora
Fátima Santos Drª
Fernando Madeira, Dr.
Fernando Miguel Jaloto
Frédéric Vidal, Doutor
Frederico Reis Morais, Cor.
Hélder Carvalho, Dr.
Helena Barranhão, Drª
Henrique Costa Ferreira Prof Doutor
Horácio Maia e Costa Professor Doutor
Inês Guerreiro Arqtª
Isabel Madeira Freira, Drª
Jean-Yves Durand, Prof Doutor
Jéssica Reprezas, Drª
Joana Catarina Afonso, Drª
Joana Resende, Drª
João Nuno Rocha
João Pedro Cunha-Ribeiro Prof Doutor
João Senna-Martinez, Prof Doutor
João Tereso, Doutor
Joaquim Inácio Caetano Doutor
Jorge Freitas Branco, Prof Doutor
José Augusto Maia Marques, Dr.
José Ventura, Mestre
Lécio Cruz, Dr.
Lília Silva Drª
Liliana Pereira, Drª
Lúcia Miguel, Drª
Luís Afonso Prof Doutor
Luís Alexandre Rodrigues, Prof Doutor
Luís Miranda Pereira, Dr.
Luís Raposo, Prof Doutor
Mafalda Jorge Drª
Manuel José Serra Sousa Cardoso, Dr.
Márcia Diogo, Drª
Maria Bacharel Oliveira Arqtª
Maria Isabel Lopes, Drª
Marta Duarte Drª
Miguel Gaspar, Prof Doutor
Miguel Sanches de Baêna, Prof Doutor
Miriam Arranz Gonzalo Drª
Mónica Maurício Drª
Nathalie Antunes-Ferreira, Doutora
Nídia Santos, Drª
Olga Antunes Drª
Patrícia Pinheiro, Mestre
Paula Raquel Ferreira, Mestre
Pedro Gomes Barbosa, Prof Doutor
Pedro Soares Arqtº
Raquel Seixas, Drª
Rui Centeno, Dr.
Rui Sousa, Dr.
Tiago Oliveira, Dr.
Vítor Santos Gonçalves, Professor Doutor
Vítor Serrão, Professor Doutor
Xerardo Pereira, Prof Doutor

Apresentação dos resultados da 1ª Fase do Inventário do Património Histórico-Artístico da Diocese de Bragança. 2004-2009 Centro Cultural M.C.

Programa

– Visita de estudo ao MUSEU DE ARTE SACRA DE MACEDO

-Intervenção geral sobre o projecto “1ª fase do Inventário da Diocese Bragança-Miranda”, pelo Presidente da Associação Terras Quentes, Mestre Carlos Mendes (ATQ).

-Intervenção geral sobre as metodologias, faseamento de campo e resultados de inventário, pelos Drs. Lécio Leal, Lília Pereira da Silva, Fátima Pereira dos Santos e Raquel Seixas (ATQ) e Engo. Carlos Miguel Mendes (XNetWork).

-Intervenção geral sobre Inventário e Investigação: valências e sentidos do Património artístico da Diocese de Bragança, pelo Prof. Doutor Vítor Serrão (IHA-FLUL).

-A Igreja e o inventário discriminado dos seus bens artísticos, por Sua Ex.ª Reverendíssima D. António Montes Moreira, Bispo de Bragança-Miranda, e/ou o senhor Padre Delfim, Presidente da Comissão de Arte Sacra da Diocese de Bragança-Miranda.

-Caracterização da Arquitectura Religiosa e Civil Transmontana, pelo Prof. Doutor Luís Alexandre Rodrigues (Universidade do Porto).

-Caracterização da Arquitectura Religiosa e Civil Transmontana, pelo Prof. Doutor Luís Alexandre Rodrigues (Universidade. do Porto).

-Um ‘caso de estudo’: o Retábulo quinhentista da Igreja de Malta, por Drª Maria Isabel Costa Lopes (IHA-FLUL).

-A Arte do Fresco em terras da Diocese de Bragança: metodologia de estudo, conservação e revalorização, com ‘casos de estudo’ para o concelho de Alfândega da Fé, por Joaquim Inácio Caetano (IHA-FLUL).

-O fresco do convento de S. Francisco de Bragança, pelo Prof. Luís Afonso (FLUL).

-A retabulística da Catedral de Miranda do Douro, pelo Prof. Doutor António Rodrigues Mourinho.

-Repositórios transmontanos: da obra pictórica e de gravado do artista lisboeta António Joaquim Padrão” por Dr. Lécio da Cruz Leal (ATQ).

-História da Arte e Arqueologia: pontos de convergência teórica e metodológica, pelo Prof. Doutor João Carlos Senna-Martinez (FLUL).

-Damião Rodrigues Bustamante, profícuo pintor de Valladolid a laborar no nordeste transmontano, por Drª Lília Pereira da Silva (ATQ).

-O caso de estudo de António Leitão, pintor maneirista de óleo e de fresco, por Prof. Doutor Vítor Serrão (IHA-FLUL).

– A herança dos genes, o património inestimável, pelo Dr. Manuel Cardoso.

Outras apresentações de trabalhos por técnicos da ATQ

2003
-Apresentação pública na inauguração da sala-museu de arqueologia, na pré-inauguração do Centro Cultural de Macedo de Cavaleiros – Mestre Carlos Mendes

2004
-Apresentação do projecto Terras Quentes em Mirandela – Mestre Carlos Mendes

2006
-1ªs Jornadas Ibéricas abandonadas – Local auditório do Azibo – Apresentação projeto Terras Quentes – Mestre Carlos Mendes.

2007
– A Arqueologia em Macedo de Cavaleiros – Local Lisboa na Liga dos amigos dos Castelos – Mestre Carlos Mendes.

2007
– Feira da Caça, Macedo de Cavaleiros – Pavilhão ATQ-.

2007
– O Projecto Terras Quentes – Apresentação na escola secundária de Macedo de Cavaleiros – Mestre Carlos Mendes

2007
– O Inventário como garante de Protecção e Salvaguarda do Património – Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa – Dr. Lécio Leal e Drª Lília Silva.

2007
– Seminário Diocese de Lamego 30 Nov – Inventário dos locais de culto da Diocese Bragança-Miranda – O Inventário Histórico-Artístico da Diocese de Bragança – Mestre Carlos Mendes.

2008
– 500 Anos das freguesias de Gralhós e Talhinhas, a sua história – Mestre Carlos Mendes.

2009
– Feira do Turismo – A Arqueologia em Macedo de Cavaleiros – Mestre Carlos Mendes.

2010
– 8 de Maio – Programa: 8 de Maio de 2010 Local: Sala de Conferências do Centro Cultural – INAUGURAÇÃO DA EXPOSIÇÃO DE ARMAMENTO MEDIEVAL.
15h00 – Recepção dos convidados
15h15 – Comunicação “ As armas que fizeram Portugal” – Professor Doutor Miguel Sanches Baêna
– Inauguração da exposição “ Armas do alvorecer da Nacionalidade (séc. XII/XIII) – Visita guiada à exposição
16h00 – Intervalo
Comemorar à República
16h20 – Comunicação – Da Monarquia à República – Professor Doutor Miguel Sanches Baêna
17h00
Pequenas notas biográficas de alguns notáveis Macedenses
– Nuno Martins de Chacim – Dr. Rui Sousa
-Martim Gonçalves de Macedo – Dr. Carlos Mendes
-Nicolau Campos Vergueiro – Dr. Carlos Mendes
– Cândida Florinda Ferreira – Dr. Manuel Cardoso
– Beatriz Arnaut – Dr. Manuel Cardoso
-Cónego Figueiredo Sarmento – Dr. Manuel Cardoso
18h00 – encerramento

2010
– 28 Maio – O Projecto Terras Quentes – Apresentação na escola secundária de Macedo de Cavaleiros – Mestre Carlos Mendes

2012
– 5 de Outubro – Jornadas de Balsemão – A História e Património de Chacim, Mestre Carlos Mendes.

2013
– 2003-2013 – Sábados com História, Casa Falcão. Várias intervenções dos técnicos da ATQ

2013
– Sociedade de Geografia – Atq 2002-2013, Mestre Carlos Mendes e Dr. Manuel Cardoso

2014
– Sábados com História, Casa Falcão. Várias intervenções dos técnicos da ATQ.
2014
– 1 de Abril – Arqueologando, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa – Arqueologia, função pública, associativismo e museus. Mestre Carlos Mendes

2014
– 15 Agosto, Freguesia de Lamalonga – Via Romana XVII, Mestre Carlos Mendes

2014
– Congresso Vias Romanas, em Astorga/Espanha, – A Via romana XVII, passa por Macedo de Cavaleiros – Mestre Carlos Mendes.

2015
– Sociedade de Geografia de Lisboa 17 de Março – o Projecto Terras Quentes de Macedo de Cavaleiros, Mestre Carlos Mendes

2015
– Sociedade de Geografia de Lisboa, 22 de Agosto – A Figura de Albino Pereira Lopo, Dr. Luis Miranda Pereira e Mestre Carlos Mendes.

2017
– Congresso AMRS/ CEA-MAEDS – Fórum Romeu Correia em Almada 6/7 Abril – Reflexões sobre museus municipais: estudos de caso em Macedo de Cavaleiros” || Carlos Mendes (Associação Terras Quentes/Uniarq) e Elsa Luís (Associação Terras Quentes/ Uniarq) João Senna Martinez/ATQ/Uniarq.

2018
– 11 Out – Sociedade de Geografia – Espólio arqueológico: Lixo ou Património – Mestre Carlos Mendes.

2018
– 19 Out – 125 anos do Museu Nacional de Arqueologia – O papel de um museu no quadro da valorização patrimonial em território de interior, o museu de Arqueologia de Macedo de Cavaleiros, Elsa Luis, João Senna-Martinez e Carlos Mendes

Património Macedense; Antes e depois do nascimento da Associação Terras Quentes em 2002

-Em 2003 existiam 67 sítios arqueológicos registados na base de dados do Instituto Português de Arqueologia.
– Hoje existem 181 sítios arqueológicos registados na base de dados da Associação Terras Quentes.
-em 2003 no Plano Director Municipal de Macedo de Cavaleiros apenas tinham sido referenciadas 87 entradas patrimoniais.
– Hoje, na base de dados da Associação Terras Quentes existem 667 registos patrimoniais

– Passou-se de 87 registos patrimoniais para 848 registos patrimoniais no concelho de Macedo de Cavaleiros. Acrescentou-se 761 novos registos.

Classificação de sítios arqueológicos do Concelho de Macedo de Cavaleiros

No ano de 2007 foram preparados pelos técnicos da Associação Terras Quentes, com justificação técnica e científica, dez dossiers de arqueossítios existentes no concelho de Macedo de Cavaleiros, com o intuito de serem remetidos à tutela ministerial a fim de se habilitarem ao processo de classificação/protecção. Foram propostos os seguintes arqueossítios: A Terronha de Pinhovelo (povoado romanizado) no lugar de Pinhovelo, Povoado romanizado do Cramanchão situado nos Cortiços; Forno Romano e Forno de Telha do Pradinho na Freguesia de Salselas; Necrópole do Sobreirinho no lugar de Comunhas; Fornos da Cal de Vale da Porca; Povoado da 1ª Idade do Bronze da Fraga dos Corvos Freguesia de Vilar do Monte e Fraga da Pegada na Freguesia de Santa Combinha.
Foram atribuídas as seguintes classificações:
-Arqueossítio de Interesse Publico Nacional: Terronha de Pinhovelo
-Arqueossítio de Interesse Municipal; Forno Romano de Salselas; Povoado Romanizado dos Cortiços; Povoado da 1ª Idade do Bronze da Fraga dos Corvos e Fraga da Pegada de Santa Combinha

Inventariação dos bens da diocese Bragança-Miranda. 2004-2011

No ano de 2004 iniciou-se os trabalhos de inventariação ao património religioso da Diocese Bragança-Miranda. De referir que a Associação Terras Quentes foi a única entidade privada a realizar este tipo de trabalho no País. Trabalho iniciado somente no concelho de Macedo de Cavaleiros, partindo-se em 2006 (com uma candidatura ao Qren) para os restantes concelhos do distrito sob a influência da Diocese Bragança-Miranda, estando contratualizado na candidatura a inventariação de, 10.000 peças.
Em 2011 foram apresentados no Centro Cultural de Macedo de Cavaleiros, publicamente os resultados finais. Assim;

Resultados finais de peças inventariadas: 11.265
Concelhos: Alfândega da Fé, 1.673 peças; Carrazeda de Ansiães 126 peças; Freixo de Espada à Cinta 848 peças; Macedo de Cavaleiros 5.195 peças; Torre de Moncorvo 1.401 peças; Vila Flor 1.814 peças; Vimioso 208 peças.

Visibilidade Pública dos trabalhos realizados pela Associação Terras Quentes:

Unidades museológicas da responsabilidade, única, da Associação Terras Quentes

1- Sala museu de arqueologia no Centro Cultural.

Foram cinco espaços museológicos que os técnicos da Associação Terras Quentes montaram em Macedo de Cavaleiros, em todos os casos provenientes do resultado do seu trabalho de campo.
Assim, logo em Dezembro de 2003, provenientes dos resultados das escavações que tinham terminado em Agosto e a pedido da Câmara Municipal, inaugurou-se uma sala museu de arqueologia, fazendo-se a pré-inauguração do Centro Cultural de Macedo de Cavaleiros.

2- Sala Museu de Arqueologia do Azibo.

Com a transferência das instalações da Associação Terras Quentes para o Núcleo Central da Paisagem Protegida do Azibo e com a autorização do Instituto Português de Arqueologia para ai guardar todo o espólio arqueológico provenientes das escavações arqueológicas efectuadas no concelho de Macedo de Cavaleiros. Inaugurou-se em Agosto de 2006, com a presença do Presidente do IPA Dr. Fernando Real a nova sala museu de arqueologia do Azibo.

3- Museu Municipal de Arte Sacra.
O ano de 2009, dezembro, viu inaugurado na casa Falcão o Museu Municipal de Arte Sacra. Projecto único no País, pois tratou-se de uma parceria entre a Associação Terras Quentes, a Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros e todas as comissões fabriqueira do Concelho. Teve como objectivo não só expor as peças de arte sacra mais significativas existentes nas igrejas e capelas do concelho como proceder ao restauro e conservação das peças. Foram restauradas e/ou conservadas cerca de 350 pelas pela oficina de restauro da Associação Terras Quentes. A parceria estabelecia encargos para o Município em 50% das Fabriqueiras em 30% e da Associação Terras Quentes em 20%. Durante 6 anos, entraram entre 70 a 80 peças e ao mesmo tempo eram devolvidas a mesma quantidade de peças às respectivas Igrejas e capelas que eram as suas proprietárias. Em 2008 o Secretariado Nacional dos bens da Igreja promoveu um concurso de peças mais importantes a nível nacional, tendo sido eleitas 6 peças do concelho de Macedo de Cavaleiros. Em 2015 e graças à intervenção de um iluminado vereador municipal desmanchou-se esta unidade museológica, passando a ser um espaço de exposição temporária com peças provenientes de outros locais fora do concelho.

4- Museu Municipal Martim Gonçalves de Macedo.

Proveniente das investigações efectuadas pelos técnicos da Associação Terras Quentes, iniciada no ano de 2005 e com a saída do livro “de Macedo a Macedo de Cavaleiros, via Aljubarrota, a figura de Martim Gonçalves de Macedo em Dezembro de 2015 Pré inaugurou-se, na escola do Toural o Museu Municipal Martim Gonçalves de Macedo. Sendo o primeiro museu existente no país dedicado à Batalha de Aljubarrota, com peças originais da batalha, possui quatro salas expositivas: Martim Gonçalves de Macedo, Sala dos Exércitos, Sala dos Brasões e Sala da Batalha. Recria um momento fundacional da história de Portugal no qual um cavaleiro de Macedo de Cavaleiros teve um papel preponderante. Inclui o contexto histórico da Batalha de Aljubarrota e informações sobre armamento e tácticas militares dos finais da Idade Média.

5- Museu Municipal de Arqueologia Coronel Albino Pereira Lopo.

Por fim o ano de 2016, Setembro, com a presença do Exmº Sr. Prof. Doutor Luís Raposo, presidente do ICOM-Europa (International Council of Museums Europe) e sócio de mérito científico da Associação Terras Quentes inaugurou o Museu Municipal de Arqueologia, sito na Escola do Trinta. Todo o seu espólio é proveniente das escavações realizadas em todo o concelho de Macedo de Cavaleiros. Tem duas salas: Pré-História e Romano-Medieval. Sintetiza a ocupação humana do território concelhio desde o Neolítico à Idade Média Incide na informação arqueológica disponível, nomeadamente contextos habitacionais e funerários, tecnologia, hábitos alimentares e relacionamentos sociais e culturais de cada uma das épocas retratadas.

Site da Associação Terras Quentes: www.terrasquentes.com.pt

No ar desde o ano de 2006, mas só a partir de Maio de 2008, começou a ter contador de visitas. Até 30 de Maio de 2016 (com 8 anos de existência do contador tivemos: 410.841 visitas ou seja uma média anual de 51.350 visitantes i.é, 143 visitas diárias. A partir desta data por razões financeiras foi instalado na “nuvem” em www.terrasquentes.pt . Trata-se de um site especializado, com interesse imediato a todos os estudantes de arqueologia, sobretudo, mas também direccionado ao publico em geral.

Sítios arqueológicos intervencionado pela Associação “Terras Quentes” 2003-2015
20 Arqueossítios – 52 campanhas.

1- Povoado da Idade do Bronze da Fraga dos Corvos – 15 campanhas
2- Abrigos da Fraga dos Corvos – 5 campanhas
3- Terronha de Pinhovelo – 3 campanhas
4- Povoado do Cramanchão, Cortiços – 3 Campanhas
5- Fraga da Pegada – 1 Campanha
6- Mamoa de Santo Ambrósio – 3 Campanhas
7- Povoado Romanizado do Bovinho – 2 Campanhas
8- Necrópole do Sobreirinho – 3 Campanhas
9- N. Srª do Campo – 1 Campanha.
10- Forno Romano de Salselas – 2 Campanhas
11- Cabeço da Anta – Salselas – 2 Campanhas
12- Povoado Calcolítico Xaires – 3 Campanhas
13- Forno do Pradinho – Salselas – 1 Campanha
14- Obras Prado Cavaleiros – 1 Campanha
15- Real Filatório de Chacim – 1 Campanha
16- Campo do Pereiro – Castelãos – 1 Campanha
17- Fornos de Ledra – 1 Campanha
18- Fornos da Cal Vale da Porca – 2 Campanhas
19- Pinturas de Lagoa – 1 Campanha
20- Via Romana XVII – 1

TÉCNICOS E OUTROS COLABORADORES ENVOLVIDOS NAS ACÇÕES/ANO, DO PROJECTO TERRAS QUENTES 2002/2018.

Arqueólogos 47

Historiadores de Arte 16

Antropologia Social 2

Antropologia Física 1

Conservação e Restauro 15

Historiadores 9

Arquitectura paisagista 1

Sociólogos 2

Veterinários 1

Engº Zootécnico 1

Engº Agrário 1

Engª Informática 2

Engª do Ambiente 1

Técnicos de ambiente 1

Estudantes universitários Nacionais 1.420

Estudantes universitários Estrangeiros 52

Estudantes da Escola Secundária de Macedo 27

Trabalhadores não especializados 24

Total de participantes no projecto Terras Quentes até final 2018:
1638

Cooperação com a Universidade na área de arqueologia

As Escavações arqueológicas da “Terras Quentes”, estão protocoladas, certificadas e reconhecidas pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Licenciatura de Arqueologia e História. Os alunos dessa licenciatura inscrevem-se para fazer as cadeiras de “Trabalhos de Campo e laboratório I e II”, sendo-lhes atribuída, pelos responsáveis da Associação uma avaliação final.

Por exemplo, só no ano de 2005, dos 37 inscritos no primeiro ano da licenciatura de arqueologia da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 28 desses alunos colaboraram no projecto Terras Quentes:

– Escola Secundária de Macedo de Cavaleiros

Universidades Portuguesas
– Universidade de Lisboa;
– Universidade Nova de Lisboa;
– Universidade de Coimbra;
– Universidade do Porto;
– Universidade do Minho;
– Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro;
– Universidade de Évora;
– Instituto Politécnico de Bragança;
– Instituto Politécnico de Tomar
Universidades Estrangeiras
– Universidade de Valladolid;
– Universidade de Salamanca;
– Universidade de Vigo;
– Universidade Autónoma de Madrid
– Universidade Complutense de Madrid;
– Universidade de Paris;
– Universidade de S. Paulo – Brasil;
– Universidade de Louisville- USA.
Unidade escolar local:
– Escola Secundária de Macedo de Cavaleiros

Exemplos: Refeições servidas em período de escavações no restaurante da Associação Terras Quentes, nas instalações do Azibo, entre o ano de 2003 e o ano de 2006
Ano de = 2003 (3802) – 2004 (5610) -2005 (6830) -2006 (4380)
TOTAL: 20.622 refeições.

Macedo de Cavaleiros 10 de Janeiro de 2019
A Direcção da Associação Terras Quentes